Saiba como a criptografia protege dados na Cloud

Explicamos como funciona a criptografia, suas características e como essa tecnologia pode tornar seus negócios mais seguros na Cloud Computing

Cloud Computing (Computação em Nuvem) está ganhando mais maturidade e dá sinais de que é um caminho sem volta. Por oferecer a possibilidade de tornar a infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI) mais elástica às operações empresariais com redução de custos, um número maior de organizações está movendo aplicações sensíveis para esse ambiente. Mas a segurança ainda é uma das preocupações com o armazenamento em Nuvem. Já existem diversos mecanismos para proteger informações estratégicas ou confidenciais. Um é a crypto cloud, tecnologia de criptografia para reforçar proteção de dados na Cloud.

A crypto cloud cria uma camada a mais de proteção para documentos e projetos importantes para os negócios. Essas plataformas adotam técnicas de criptografia, ou seja, um conjunto de regras que codificam as informações para que possam ser decifradas somente pelo seu destinatário. Na prática, esse sistema embaralha os dados, tornando-os ilegíveis, impedindo a leitura durante o processamento pelas redes pública, privada ou híbrida.

A criptografia pode ser utilizada com as demais ferramentas de segurança para proteger dados sigilosos armazenados na Nuvem, backups e comunicações realizadas pela Nuvem, envolvendo desde servidores virtualizados até dispositivos físicos, usados para acesso das informações como smartphones e tablets.

O sistema de criptografia é uma técnica antiga e já bastante utilizada em serviços online que exigem uma proteção maior dos dados, como é o caso do Internet Banking e comércio eletrônico. Nessas transações, informações de senha, cartão de crédito e outros dados pessoais trafegam criptografadas para que não sejam decifradas por pessoas mal-intencionadas.

Com o aumento das aplicações em Nuvem, essa tecnologia ganhou mais destaque e se apresenta como uma forte tendência devido ao aprimoramento das políticas de privacidade das empresas, além das medidas de órgãos reguladores e governos. Algumas leis obrigam que determinados dados sejam criptografados, como os da área da saúde para garantir o sigilo de pacientes.

Como funciona a criptografia

As plataformas de crypto Cloud Computing são baseadas em algoritmos matemáticos que criptografam dados durante sua transmissão, podendo ser decifrados somente por quem tem o código para abri-los. A tecnologia consiste no uso de chaves pública e privada, que se encarregam de codificar e decodificar as informações

A chave pública, mais conhecida como criptografia assimétrica, é usada para encriptar dados de um arquivo ou para conferir a assinatura digital de um usuário, utilizada tanto por quem envia quanto pelo receptor do arquivo. Já a chave privada é simétrica e tem a função de fazer a decriptação das informações.

Segundo especialistas, a chave assimétrica pode ser publicada sem comprometer a segurança das aplicações, enquanto a simétrica, que é a privada, é secreta e só conhecida pelo seu proprietário. Ambas são complementares e um importante instrumento para proteção contra ameaças na web.

Tamanho das chave

O nível de segurança por meio da criptografia varia conforme a quantidade de bits das chaves. Quanto maior, mais combinações de códigos oferecem para proteção das aplicações em Nuvem. Há no mercado plataformas com chaves de 128, 256, 512, 1024 bits e outras até mais poderosas. A escolha da tecnologia ideal para assegurar a integridade de seus dados armazenados em Cloud dependerá do valor que eles representam para o negócio.

Gostou dessa alternativa? Comente!

 


Comente o que achou