Como está o mercado de cloud computing no Brasil

Cloud Computing é peça-chave nas estratégias de negócios das organizações para que .possam entrar na Era Digital. Confira como está esse panorama no País.

Cloud Computing (Computação em Nuvem) é uma das principais prioridades dos executivos de Tecnologia da Informação para colocar suas empresas na Era Digital constata o estudo “Futurescape: Latin America IT Industry 2016 Predictions – Leading Digital Transformation to Scale, realizado pela IDC. O relatório estima que os gastos com Nuvem este ano na América Latina terão um aumento de 40% e vão totalizar cerca de US$ 3,6 bilhões. Para 2018, a consultoria prevê que mais de 40% dos investimentos de TI no continente latino-americano serão destinados às soluções de cloud, índice que subirá para 50% em 2020. O mercado brasileiro deverá dar uma grande contribuição para esses resultados.

O mesmo estudo da IDC estima que os investimentos totais das organizações em TI na América Latina, em 2016, alcançarão US$ 139 bilhões, com aumento de 3,3% sobre 2015. Considerado o maior mercado da região, com participação de mais de 40% da receita, o Brasil deverá representar grande fatia desse faturamento, muito dele voltado para Cloud Computing, uma peça-chave nas estratégias das empresas para entrar na Era Digital.

Em entrevista ao portal Cloud 21, Mário Rachid, Diretor de Soluções Digitais da Embratel, colocou uma lupa no mercado brasileiro e traçou um panorama sobre os avanços da Cloud Computing no Brasil, os serviços mais procurados e os desafios para expansão desse mercado local.

Cloud 21 – Como a Nuvem pode apoiar as empresas a entrarem na Era Digital?

Mário Rachid (MR) – A computação em Nuvem se consolida como uma das maiores aliadas das empresas em sua jornada de adequação ao mundo digital. Madura tecnologicamente, essa modalidade de consumo de TI permite o fornecimento, em tempo real, dos principais recursos de computação usados no dia a dia de um negócio — como aplicativos, redes, servidores e serviços.

Trata-se da soma de recursos compartilhados e escaláveis, o que significa que as organizações pagam menos por eles, devido à economia de escala, e podem aumentar ou diminuir a capacidade computacional às suas necessidades. E o melhor de tudo: pagam apenas pelo que usam. Podemos dizer que a era >Cloud inaugura uma nova maneira de pensar a TI, mais voltada para aspectos estratégicos da operação.

Serviços de Cloud mais procurados

Cloud 21 – Como está adoção dessa modalidade no Brasil?

MR – A Cloud Computing avança nas empresas do Brasil e do mundo. Tende a se tornar a principal plataforma para aplicações de negócios de todos os portes. Atualmente, a principal demanda do setor no Brasil tem sido direcionada para serviços de infraestrutura, com capacidade de processamento, alto volume de armazenamento de arquivos e com alta disponibilidade. Cresce também a procura por arquiteturas mais complexas de soluções de Nuvem Híbrida, combinando rede Pública e Privada ou com aplicações instaladas em ambientes tradicionais de TI. A Embratel oferece essas soluções.

Cloud 21 – As organizações já entenderam os benefícios da Nuvem?

MR – As empresas estão cada vez mais interessadas em atuar com Cloud Computing. A facilidade de acessar os dados em diferentes plataformas, que é garantida pelo serviço em Nuvem, é um grande benefício da tecnologia, que está atrelada a conceitos muito importantes hoje no mundo corporativo, como a mobilidade e portabilidade. A flexibilidade de acesso aos dados em diferentes dispositivos permite que o colaborador leve a sua empresa a qualquer lugar, sem amarrações com equipamentos.

Os investimentos em Nuvens também garantem segurança aos dados que são acessados apenas por pessoas autorizadas, mantendo o sigilo de informações importantes da companhia. A economia com infraestrutura, serviços de apoio, suporte, além de servidores também são benefícios notados pelas organizações que estão em busca de cortes de custos. Com Cloud, as empresas podem deixar a encargo dos fornecedores de soluções toda a manutenção e grande parte da infraestrutura. Desta forma, podem voltar suas atenções para o core business.

Cloud 21 – Quais serviços estão sendo mais procurados no País?

MR Atualmente, a Nuvem como serviço pode ser contratada sob três modalidades principais: infraestrutura (IaaS), software (SaaS) e plataforma de desenvolvimento (PaaS ). Dependendo da opção, a empresa tem mais ou menos controle sobre infraestrutura, plataforma ou configuração do software. Soluções de mercado, como ERP (software para gestão empresarial), CRM (sistema para gerenciar o relacionamento com o cliente) e outras, estão conseguindo contemplar as necessidades das corporações, e menos customizações são requeridas. Assim, os ambientes ficam mais padronizados e mais aderentes à Nuvem, tornando a adoção de SaaS mais intensa.

Desafios do Brassil para Cloud

Cloud 21 – Quais os desafios para expansão desse mercado no Brasil?

MR– A conectividade. Ou seja, a capacidade da força de trabalho se conectar de forma eficaz à Nuvem para o sucesso ou o fracasso de um projeto corporativo. Por isso, a escolha da solução de conectividade requer cuidados redobrados à medida que mais aplicações — inclusive de missão crítica — migram para Cloud. O desempenho de uma infraestrutura de TI em Cloud está intrinsecamente ligada à performance da rede utilizada pelo provedor. A Embratel destaca-se da concorrência por combinar TI com uma rede de conectividade de abrangência nacional, suportada por tecnologias de última geração.

Cloud 21 – Qual o tipo de conectividade ideal para Cloud e que cuidados as empresas devem ficar atenta

MR – A opção por uma conectividade pública (compartilhada e dedicada) ou privada depende do tipo de aplicação que será alojada na Nuvem. Na Embratel, boa parte dos clientes utiliza um ambiente de Nuvem Híbrida. Nesse caso, a Nuvem está conectada tanto à Internet quanto a links Multiprotocol Label Switching (MPLS) e Lan to Lan (L2L), ou circuitos dedicados ponto a ponto.

Migrar para Cloud é uma jornada cheia de percalços e, por isso, requer atenção na escolha do parceiro. A ampla e tradicional oferta de serviços de telecomunicações da Embratel é uma extensão natural e bastante integrada para quem contrata os serviços de Cloud Computing.

Cloud 21 – Como a Embratel pode ajudar as empresas a escalarem a Nuvem?

MR A Embratel possui, em seu portfólio Cloud, serviços que possibilitam aos nossos clientes a criação de um escritório 100% virtual, com máximo de colaboração, segurança e rápida entrega. A Embratel entrou no mercado de Cloud Computing com um ambiente altamente tecnológico, diferenciando-se da concorrência e com a missão de ser a principal referência no Brasil com oferta de serviços de TI na Nuvem.

Voltada para o mercado corporativo, o ambiente Cloud da Embratel permite que organizações de todos os tamanhos tenham acesso ao que existe de mais sofisticado e seguro no mundo de TI, suportado por uma plataforma robusta e que cresce conforme as necessidades dos nossos clientes. Atuamos com diversos canais de vendas e consultores de Cloud, garantindo atendimento diferenciado em relação aos concorrentes tradicional.

Acreditamos que o modelo de Nuvem Híbrida é o caminho para as empresas que buscam avançar para serviços totalmente na Cloud. Essa opção permite manter os investimentos com legados por meio de interoperabilidade de ambientes, além de proporcionar mais segurança aos líderes de TI que ainda sofrem com as incertezas sobre a segurança das Nuvens. Os ambientes de Nuvem da Embratel oferecem a mais alta tecnologia de gestão de vulnerabilidade, controle de acesso da aplicação, inspeção de conteúdo web, criptografia e gestão de identidade que garantem robustez em segurança para a oferta de serviços.


Comente o que achou

1 comentário

  1. Nikky Responder

    Muito completo Interesante!