Cloud Computing: do Capex para Opex

Ao migrar para Nuvem, empresas reduzem o Capex (dispêndio de Capital) e aumentam o Opex (despesas operacionais), com melhor aproveitamento do orçamento da TI

Os negócios estão cada vez mais dependentes da Tecnologia da Informação (TI), atualmente presente em praticamente todas as atividades de uma empresa. Ao investir nessa área, as companhias podem trocar Capex por Opex, reduzindo gastos com infraestrutura e aproveitando melhor seu orçamento. Explicaremos a seguir como a compra de TI em Cloud Computing (Computação em Nuvem) ajuda a fazer essa substituição.

Antes de tudo é preciso entender os conceitos de Capex e Opex, duas siglas muito usadas pelos executivos de TI e finanças. Ambas marcam presença nos balanços contábeis e são sempre utilizadas para detalhamento de investimentos bem como despesas nas operações dos negócios.

Entenda o que Capex e Opex

O Capex (Capital Expenditure) ou dispêndio de recursos refere-se a investimento em bens de capital, que é tudo o que é físico como máquinas e equipamentos. É o montante aplicado em expansão ou modernização como a compra de um servidor para o Data Center.

Opex (Operational Expenditure) ou custo operacional significa as despesas para manter ou melhorar os negócios. Os recursos de TI adquiridos na modalidade de serviço, como os contratados em Cloud Computing, se enquadram nessa categoria.

Enquanto Capex se traduz em capital aplicado na compra de bens físicos, o Opex refere-se às despesas com operação de recursos utilizados pela empresa.

Por que TI em Nuvem reduz Capex

Ao migrar para Cloud Computing, as empresas passam a comprar menos hardware e software no modelo tradicional, diminuindo investimentos em ativos físicos. A mudança faz com que o dispêndio em Capex seja menor.

Em contrapartida, os gastos com Opex aumentam porque as companhias passam a contratar recursos de TI de acordo com o seu consumo. Desta forma caem os investimentos em bens de capitais, já que são equipamentos utilizados em Nuvem como um aluguel de mensalidade fixa.

Há inúmeras vantagens da troca de Capex por Opex. A principal delas é que a empresa não fica com bem de capital depreciado, investindo em máquinas que ficarão subutilizadas e defasadas tecnologicamente em pequeno espaço de tempo.

Um servidor dedicado ao ERP (sistema de gestão empresarial) nem sempre vai operar com toda sua capacidade. Isso em razão dos picos sazonais da aplicação, deixando a máquina ociosa durante alguns dias do mês.

No modelo de serviço isso não acontece porque os ativos de TI são utilizados com mais inteligência. Os recursos são compartilhados com otimização dos sistemas, trazendo redução de custos com a manutenção da infraestrutura de TI.

Outro benefício da substituição de Capex por Opex com sistemas em Nuvem é que a empresa não precisa se preocupar com a manutenção dos equipamentos, pois essa tarefa é do provedor. Além disso, a organização ganha mais agilidade na hora de aumentar a capacidade de TI para atender às demandas dos negócios, aproveitando das características de escalabilidade e elasticidade da Nuvem.

Porém, a troca de Capex por Opex exige sempre um estudo bem detalhado para avaliar os impactos e riscos para os negócios. A jornada para Nuvem exige sempre uma estratégia bem delineada e escolha do parceiro certo para aumento da taxa de sucesso.

Gostou do artigo? Comente!


Comente o que achou