Profissão de desenvolvedor está em alta

Carreira de desenvolvedor passou a ser mais valorizada a mobilidade e Cloud Computing. Confira onde estão as oportunidades

O rumo das empresas à Era Digital valorizou algumas profissões de Tecnologia da Informação (TI). Uma das carreiras em alta no Brasil é a de desenvolvedor com mais oportunidades para os especialistas em aplicativos (Apps) móveis. O mercado de trabalho para esses talentos foi ampliado pela expansão da mobilidade e da Cloud Computing (Computação em Nuvem).

Estudos das consultorias em RH Michael Page e Robert Half revelam que o desenvolvedor de Apps está entre as 15 profissões mais procuradas no Brasil em 2016. Há demanda por esses talentos em organizações, fábricas de software e em Startups (empresas recém-criadas), que estão surgindo no mercado para explorar o nicho de soluções móveis, tanto para smartphones quanto para soluções baseadas nas Internet das Coisas (IoT).

Essas companhias estão em busca de desenvolvedores com competências para a criação de aplicativos inovadores, para conectar negócios, reduzir custos, encurtar distâncias e prestar serviços a consumidores conectados.

Smartphones abrem campo para desenvolvedor

O grande impulsionador da profissão de desenvolvedor é o crescimento vertiginoso do uso de smartphones. A pesquisa “The Mobile Economy Latin America and the Caribbean 2016”, realizada pela GSMA, que reúne operadoras móveis, prevê que a América Latina terá 524 milhões de celulares ativos até 2020, com 110 milhões a mais que os 414 milhões registrados em 2015.

Da base total de assinantes móveis prevista para os próximos quatro anos, 262 milhões, mais da metade, será composta por usuários de smartphones conectados às redes de terceira e quarta geração (3G e 4G).

O Brasil, como o maior mercado América Latina, vai liderar o uso de smartphones na região, segundo a GSMA. Em 2015, o País tinha 248 milhões de assinantes móveis, número que deverá saltar para 304 milhões em 2020, sendo que 80% serão usuários de celulares inteligentes conectados à Web.

Habilidade para o sucesso na carreira

Quanto mais smartphones nas mãos das pessoas, maior será a demanda por aplicativos móveis e serviços online. O avanço da mobilidade gera trabalho para o desenvolvedor com o conhecimento das linguagens de programação como Java, abordagem de DevOps (metodologia que integra desenvolvedores de software e profissionais de TI em ambiente colaborativo) e em diversas plataformas móveis.

Esse profissional tem que saber como traduzir uma ideia e transformá-la em um aplicativo fácil de usar e atrativo para os usuários de smartphone, que passam hoje quase que 24 horas conectados. Para ter sucesso nessa carreira, o profissional deve dominar também os sistemas operacionais iOS e Android.

Nuvem facilita a vida dos profissionais

O mercado de trabalho para desenvolvedor está sendo impulsionado pela mobilidade e pela Cloud Computing em dois aspectos. Um deles é que a Nuvem permite que os Apps estejam disponíveis para acesso a qualquer momento, o que gera maior demanda por essas soluções e mais oportunidades para esses profissionais.

Ao mesmo tempo, a Nuvem é uma facilitadora para os desenvolvedores, empreendedores e Startups que estão investindo em soluções móveis. A Cloud oferece servidores virtuais para esses profissionais trabalharem com mais agilidade e redução de custos. Antigamente, eles precisavam investir em equipamentos caros para criar softwares e tinham muita dificuldade para fazer a distribuição de suas produções.

Hoje, a Nuvem entrega muitas ferramentas em tempo real para esses profissionais investirem em seus projetos e conquistar seus clientes, sem precisar de grandes investimentos. As soluções em Cloud são adquiridas pela modalidade de serviços, o que permite acessar o mercado mais rapidamente.

Gosto do artigo? Comente!


Comente o que achou