Machine Learning: você sabe o que é essa tecnologia?

Machine Learning ou aprendizagem de máquina ensina computador a analisar dados em tempo real com ajuda da Cloud Computing

Estamos na era dos computadores inteligentes que podem ser programados e ensinados para realizar tarefas complexas com mais eficiência que os humanos. Entre esses super cérebros artificiais estão os equipamentos baseados em sistemas de Machine Learning (LM), termo em inglês para aprendizagem automática ou aprendizado de máquina. É uma tecnologia que vem para domar o grande volume de dados que brota a cada segundo nas companhias para dar vazão aos negócios digitais.

Os supercomputadores equipados com sistemas de Machine Learning vão ajudar as organizações a colocar em prática estratégias de Big Data. Ou seja, analisar com inteligência o oceano de dados que invadem as companhias. A tecnologia está ganhando presença no mercado com ajuda de soluções em Cloud Computing (Computação em Nuvem) que coletam, filtram, analisam e distribuem dados dentro da filosofia dos quatro “vs”: velocidade, volume, veracidade e variedade.

Apontada como uma das fortes tendências para os próximos dez anos, a tecnologia de Machine Learning saiu dos cenários dos filmes de ficção científica e pulou para o mundo real. Cientistas preveem que a aprendizagem automática estará presente no dia a dia de muitas indústrias a partir de 2020, que deverá ser a década da automação, puxada por avanços da robótica e tecnologias emergentes como , Cloud Computing, mobilidade, Big Data (que adota ferramentas para análise inteligentes de dados).

Afinal, o que é Machine Learning

A tecnologia de Machine Learning é resultado dos avanços das redes neurais, descritas pela primeira vez na década de 30 e da Inteligência Artificial conhecida pela sigla AI (artificial intelligence).

A LM e IA são duas siglas muito presentes atualmente no mundo da computação. Ambas vão tornar os computadores muito potentes com inteligência e competência para tomar decisões e agir de forma muito próxima dos seres humanos.

As máquinas com sistemas de LM e IA estão sendo concebidas para automatizar uma infinidade de tarefas e substituir o homem em atividades de diversos segmentos da economia. Os computadores com recursos de Machine Learning possuem habilidade de aprendizagem. Esses equipamentos podem ser ensinados e treinados para aprender e corrigir erros na execução de trabalhos.

Aplicação de computadores que aprendem

Os computadores equipados com sistemas de Machine Learning podem atuar em diversas áreas. Mas uma das grandes apostas dessas máquinas é na execução dos projetos de Big Data. Eles serão utilizados para interpretar e analisar oceanos de dados em questão de segundos.

O crescimento de dados no mundo digital desafia as companhias a colocar em prática estratégias de Big Data.
Cientistas de dados ou especialistas com domínio de matemática, estatísticas e negócios passaram a se debruçar sobre as grandes bases de dados geradas pelos negócios digitais. Esse trabalho começou a ser realizado de forma manual e pode levar muito tempo.
Os computadores com sistemas de Machine Learning vieram para encurtar o caminho e facilitar esse trabalho.

Essas máquinas automatizam a construção de modelos analíticos que usam algoritmos para aprender a partir de dados de forma interativa. Todo o trabalho de modelagem e análise dos dados passa a ser feito com muita velocidade, eficiência, menores custos e com pouca intervenção humana.

Os equipamentos com LM poderão ser utilizados para interpretar dados na tomada de decisão nos negócios, detectar fraude; analisar comportamento do consumidor, prever falhas em máquinas e em anúncios publicitários, entre outras aplicações.

Poderão se beneficiar com a tecnologia setores como varejo, saúde, indústria, educação, finanças, serviços e outros segmentos da economia que geram muitos volumes de dados e precisam tomar decisões mais acertadas. Eles poderão desenvolver projetos de LM com soluções em Nuvem para que as análises sejam realizadas em tempo real com rapidez e redução de custos.

Gostou do artigo? Comente!


Comente o que achou