Confira glossário de termos relacionados à Cloud Computing

Veja mini-glossário com os conceitos mais usados pelo mercado na hora de escolher a melhor Nuvem para seu negócios. Clique aqui e saiba mais.

A Cloud Computing (Computação em Nuvem) criou uma série de termos e siglas novas que estão sendo adicionados ao vocabulário da Tecnologia da Informação (TI), cheio de uma sopa de letras. Para que você fique por dentro e entenda os conceitos que essa modalidade de contratação de TI traz, preparamos um glossário com as principais expressões usadas pelo mercado.

Armazenamento em Nuvem  – Hospedagem de dados em servidores remotos e que podem ser acessados pela Internet por diferentes dispositivos a qualquer momento e de qualquer lugar.

Principais termos do glossário de Cloud Computing

A seguir você fica por dentro da terminologia dos serviços em Nuvem.

API

Application Programming Interface – A Interface de Programação de Aplicação é um conjunto de rotinas e padrões estabelecidos por um software para uso de suas funcionalidades em aplicativos que não envolvem detalhes da implementação, mas apenas no uso dos serviços. Esse mecanismo é muito utilizado para comunicação entre aplicações de diferentes fornecedores.

App

Aplicativo ou software – É a abreviatura da palavra em inglês Application e que ganhou popularidade com a disseminação dos dispositivos móveis. Os Apps são utilizados para ajudar as pessoas a fazerem uma infinidade de atividades, que vão desde sistemas de comunicação em tempo real a agendamento de táxis e integração de equipes de negócios das empresas. Por serem fornecidos em larga escala, a maioria dos Apps está baseada em Nuvem.

BaaS

Back-end como um Serviço – Termo também conhecido por MBaaS (Mobile Backend as a Service), refere-se à conexão entre aplicações móveis e serviços em Nuvem.

Backup Online

Cópia de segurança de dados armazenada ou Backup na Nuvem para pode ser recuperada caso aconteça algum incidente com o servidor ou dispositivos utilizado pela empresa ou usuário final.

Cloud Computing

(Computação em Nuvem) – Novo conceito para consumo dos recursos de TI como hardware e software de acordo com a necessidade da empresa. O pagamento é pelo uso, como acontece com o consumo de água e luz. A vantagem é a dispensa de investimentos iniciais em infraestrutura, permitindo que as companhias contratem serviços sob demanda. A quantidade pode crescer em momento de alto pico dos negócios e reduzir em épocas de baixo faturamento.

Cloud Pública

Nuvem operada por grandes provedores que usam a mesma infraestrutura para entregar recursos de TI com mais rapidez. Como os serviços são compartilhados, os custos são menores que os praticados pelas outras modalidades de Cloud Computing.

Cloud Privada

Como o nome diz, é uma Cloud particular. Funciona em ambiente do próprio cliente, que necessariamente não precisa ser on-premise, ou seja, estar dentro da empresa. Nesse caso, a infraestrutura pode operar em Data Center de terceiros, totalmente gerenciada e cercada de todos os recursos de segurança. Essa Nuvem exige investimento maior, se apresenta como mais adequada para armazenamento de dados estratégicos e aplicações de missão crítica ou sujeitas à legislação de governo e órgãos regulatórios. Para esses casos, as empresas sentem-se mais confortáveis por acreditar que terão maior controle da infraestrutura.

Cloud Híbrida

Combinação da Nuvem Privada e Pública em ambiente único, que permite a interoperabilidade entre os recursos de TI. Com esse tripé, a empresa pode, por exemplo, mover dados sensíveis da rede Privada para Pública e vice-versa de forma automática com segurança, que é grande apelo da Cloud Híbrida. Uma das vantagens da Nuvem mista é a ampliação dos recursos de TI para transferir informações de um ambiente para outro com segurança e qualidade dos níveis de serviço. Essa possibilidade faz com que as entregas de soluções para as áreas de negócios sejam realizadas com mais flexibilidade, rapidez a redução de custos.

Consolidação de Data Center

Processo utilizado para reduzir o volume de ativos físicos de TI por meio de tecnologias altamente eficientes e dimensionadas para atender as especificidades dos negócios. É muito utilizado para diminuir espaço físico das instalações e custos com manutenção do parque de TI.

DaaS

Data Center as a Service –  Plataforma completa de serviço oferecida por um provedor com todas as soluções de um Data Center.

Data Center

Centro de processamento do provedor de serviços onde fica concentrada a infraestrutura de hardware, software e outros sistemas de TI oferecidos aos clientes no modelo de terceirização em Nuvem.

Elasticidade

Permite aumentar e reduzir os serviços de forma rápida e fácil para atender demanda de negócios dos clientes.

IaaS

Infrastructure as a Service – A Infraestrutura Como Serviço é uma modalidade de serviços em Nuvem que contempla toda a infraestrutura de TI em hardware como servidores, sistemas de rede, segurança etc. As empresas administram o seu consumo e pagam conforme o uso dos sistemas de IaaS.

Máquina Virtual (VM)

Servidor ou desktop construído com recursos de virtualização. As VMs contratadas na Nuvem funcionam com os mesmos recursos dos equipamentos físicos, porém de forma otimizada dos componentes de TI, como sistema operacional e memória.

On-demand

Sob demanda – Termo usado para expressar a flexibilidade dos serviços em Cloud, baseados em modelo de pagamento por uso e que podem ser contratados de acordo com a necessidade do cliente.

On-premise

Refere-se ao sistema de serviços utilizados pela empresa dentro do seu próprio ambiente. Isto é, a Nuvem opera em seu Data Center e não em infraestrutura de terceiros.

Pagamento por uso

O serviço é medido de acordo com o uso. Você paga apenas o que consome.

PaaS

Platform as a Service – A Plataforma Como Serviço é uma modalidade que oferece todos os produtos de software e hardware necessários para desenvolver e gerenciar aplicativos em Cloud. São fornecidos pelo provedor de PaaS via Internet pública ou rede dedicada. Os usuários pagam conforme o uso da plataforma e controlam como os aplicativos são utilizados durante todo o seu ciclo de vida.

SaaS

Software as a Service – O Software Como Serviço é um serviço do provedor que armazena software de terceiros. Com essa modalidade, os aplicativos não ficam mais armazenados nos computadores dos usuários, mas sim na Cloud e podem ser acessados a qualquer momento. O acesso ao software é feito pela Internet pública, pode ser distribuído gratuitamente aos usuários ou mediante uma assinatura, estipulada pelo fornecedor do aplicativo.

Virtualização

Técnica usada para converter hardware e software físicos em recursos virtuais. A Computação em Nuvem faz amplo uso da virtualização de servidores e armazenamento para alocar e realocar sistemas de TI rapidamente.

Gostou do glossário? Comente as suas experiências com Cloud 🙂


Comente o que achou