Cloud reduz complexidade da TI em fusões e aquisições

Soluções em Cloud amenizam o trabalho de integração dos diferentes sistemas nos processos de fusões e aquisição

Os executivos de Tecnologia da Informação (TI) sabem como é complexo unificar sistemas de apoio aos negócios quando acontece a união de empresas. A Cloud Computing (Computação em Nuvem) pode facilitar a integração das soluções de TI em processos de fusões e aquisições.

Um estudo da PricewaterhouseCoopers (PwC) revela que foram realizadas 742 transações de fusões e aquisições no Brasil em 2015. De acordo com a consultoria, o país fechou o primeiro semestre de 2016 com 329 negociações, envolvendo organizações de segmentos como TI, financeiro, químico/petroquímico, serviços imobiliários, varejo, alimentação e mineração, entre outros.

A estratégia de fusões e aquisições é utilizada pelas organizações para que possam expandir mais rapidamente no mercado com ganho de escala e economia. É um processo que mobiliza toda a corporação. Um dos departamentos que precisa estar envolvido com as negociações é o de TI.

A TI precisa lidar com a reorganização da infraestrutura que suporta os negócios nos casos de fusões e aquisições. Cada empresa tem uma cultura e sistemas que nem sempre falam a mesma língua.

Às vezes uma companhia trabalha com um sistema de gestão empresarial (ERP), ferramentas de Customer Relationship Management (CRM), Business Intelligence (BI), pacote de produtividade de escritório e outras tecnologias completamente diferentes. Em outros casos, há sobreposição de plataformas, mas com versões que não são as mesmas.

Cabe ao Chief Information Officer (CIO) montar um quebra-cabeça para analisar os sistemas existentes da empresa adquirida para saber como será feita a união de ambos na construção de uma nova infraestrutura. Fazer essa integração com eficiência desafia os times de TI.

Os diferentes sistemas precisam ser consolidados em uma única base, sem que as operações de ambas as empresas parem até o surgimento da nova companhia.

Em um processo de fusões e aquisições nem todos os sistemas são reaproveitados. Em muitos casos, o CIO tem que buscar novas plataformas e até aproveitar o momento de mudanças para repensar a TI, evitando a chamada colcha de retalhos, com uso de ferramentas antigas que vão gerar custos para o departamento.

Cloud Computing ameniza fusões e aquisições

Uma boa estratégia de integração é crucial para o sucesso das fusões e aquisições. Os times de TI ficam sob pressão e têm que apresentar soluções em curto espaço de tempo e com o menor custo.

Nessa hora, a Cloud Computing pode amenizar a integração dos sistemas de TI nos processos de fusões e aquisições com entrega de alguns recursos pela modalidade de serviço. A unificação das duas infraestruturas deve considerar aplicações em Nuvem Pública, Privada e Híbrida.

Os executivos de TI devem analisar soluções de infraestrutura (IaaS), software (SaaS) e plataformas (PaaS) como serviço em Nuvem. São alternativas para aumento de agilidade, velocidade, oportunidades de inovação e implementações de baixo custo.

Há vários benefícios na adoção de soluções em Nuvem em processos de fusões e aquisições. A Cloud Computing simplifica a portabilidade, integração e implementações, reduz custos e diminui o tempo de migração das aplicações.

A Nuvem oferece ainda a possibilidade de uso API (Interface de Programação de Aplicativos) para reduzir a complexidade da sobreposição de sistemas na construção de uma nova infraestrutura de TI.

O consumo de TI no modelo de serviços também exige investimento inicial mais baixo, reduzindo, por exemplo, o custo das licenças de software. Além disso, a companhia se beneficia da elasticidade da Nuvem, podendo utilizar os recursos na medida certa. Pelo sistema, a contratação de capacidade é feita de acordo com a necessidade do negócio, que em alguns momentos pode precisar de mais ou menos recursos.

Razões como essas fazem com que muitos CIOs contemplem aplicações em Nuvem para se livrar da dor de cabeça com as integrações de empresas.

A Cloud Computing simplifica a unificação de diferentes sistemas de TI e pode aumentar o sucesso das organizações nas estratégias de fusões e aquisições.

Gostou do artigo? Comente!


Comente o que achou