Cloud Computing ajuda a projetar carro autônomo

Previsto para chegar às ruas em meados de 2020, o Carro Autônomo anda sozinho equipado com piloto virtual e aplicações em Nuvem

Já pensou um dia acordar, entrar em seu carro, informar onde deseja ir e durante o trajeto ter as mãos livres para ler, navegar na Web ou fazer o que quiser enquanto chega ao destino esperado? Assim será o Self-Driving Car ou Carro Autônomo, veículo 100% automatizado e que dirige sozinho, sem a necessidade de motorista ao volante.

Movido por computadores a bordo, o novo carro está previsto para chegar às ruas em meados de 2020. Equipado com sensores, câmeras de vídeos e com aplicações em Cloud Computing (Computação em Nuvem) para troca de dados em tempo real, o Carro Autônomo poderá ser programado para transportar pessoas conforme suas necessidades. Será bastante útil também para levar seus donos para casa após uma festa noturna ou quando eles estiverem cansados na estrada à noite.

Os principais fabricantes mundiais de automóveis já estão se preparando para produzir modelos que dirigem sozinhos, assim como as grandes empresas de TI que identificam novas oportunidades nesse mercado.

Esses veículos podem ser vistos fazendo manobras sozinhos por ruas de cidades americanas como São Francisco e Las Vegas, locais onde os governos estão apoiando a realização de projetos-piloto. Os Carros Autônomos estão em teste desde 2009 e parte da pesquisa estará sendo direcionada para a aplicação em táxis e em veículos compartilhados no futuro.

A proposta da tecnologia é melhorar o trânsito caótico das cidades e reduzir os acidentes com vítimas. O argumento das empresas envolvidas é que veículos inteligentes funcionam com piloto automático com visão 360 graus das ruas. Além disso, não dormem, não consomem bebidas alcoólicas, identificam eventuais obstáculos e riscos, evitando atropelamento e colisões.

Depois de carros de passeio e táxis, o próximo projeto da indústria automotiva será o desenvolvimento de Caminhões e Ônibus Autônomos que vão transportar cargas e passageiros sozinhos em estradas e cidades ao redor do mundo. Especialistas indicam que esses veículos devem chegar ao mercado após 2030. É claro, que ainda há muito o que ser feito em termos de legislação e de segurança digital, mas é fato que o uso facilitará a vida das pessoas

Tecnologias que equipam Carro Autônomo

Teremos 250 milhões de veículos conectados nas estradas até 2020, segundo estimativa do Gartner. Esses carros serão responsáveis pelo desenvolvimento de novos serviços de bordo e terão capacidade de dirigir sozinhos. Projetados com a tecnologia de inteligência artificial e com o uso de diversos sistemas embarcados, os Carros Autônomos vão interagir com o motorista e prestar uma série de serviços como indicação de trajetos, recomendação de lugares e até suporte na hora da manutenção.

As estimativas dos especialistas são de que o Carro Autônomo vai gerar nada menos que 25 Gigabytes (GB) de dados por hora. Para gerenciar essa quantidade de informações, as montadoras terão que adotar novas estruturas de Cloud Computing e soluções de Big Data (que utiliza ferramentas para analisar dados com inteligência).

Gostou do artigo? Comente!


Comente o que achou